SOR

Em 1911, Irmã Maria de Assis, Irmã Santa Fé e Irmã Maria de Aquino, vindas de Portugal, onde a “revolução” não mais as queria, vieram para o Brasil. Aqui, em muitos lugares também não as quiseram. Eis que em Ubá abriram-se as portas, e de um modesto casarão a um vistoso prédio na praça central, foi brotando devagarzinho o Colégio Sagrado Coração de Maria.

Como Escola, persegue a excelência acadêmica, a solidez de uma formação intelectual capaz de preparar o jovem para o mercado de trabalho. Como instituição confessional, católica, possui certos diferenciais, características inerentes à sua missão, que a tornam uma opção atrativa para uma sociedade que a cada dia repensa seus valores, e vê a premente necessidade do despertar de uma espiritualidade pautada na ética, na tolerância e na inclusão.

Sem a pretensão de tornar-se comunidade de fé, celebra a vida em seus múltiplos aspectos, não catequiza; convida à reflexão sobre as múltiplas tradições religiosas, não inculca doutrinas; busca ser promotora de Justiça, Paz e Integridade da Criação, oportunizando a todos os seus integrantes, educandos e educadores, espaço de vivência ética e solidária, não se rende à indiferença dos tempos pós-modernos.

Por entre estes muros a Educação Religiosa se dá em diferentes níveis e contextos, pelas aulas de Ensino Religioso Escolar, pelas celebrações de fé, pelas campanhas promotoras da solidariedade e pelo Projeto Social Missionário da Rede Sagrado.